Consumíveis plasma: quando devo trocá-los?

Consumíveis plasma: quando devo trocá-los?

Os consumíveis plasma são os verdadeiros responsáveis pela qualidade final do corte a plasma. Sabendo dessa informação, podemos perceber o quão importante é realizar a troca dos mesmos periodicamente. Mas para que isso aconteça é necessário conhecer o sistema e saber reconhecer as possíveis falhas.

Hoje, no blog da Megaplasma, vamos falar de um assunto que temos total autoridade: Consumíveis de plasma.

Existe um tempo certo para trocar os consumíveis plasma?

Os consumíveis de plasma são considerados itens essenciais para funcionamento da máquina de corte a plasma. Mas o que poucos sabem é que esses equipamentos não possuem vida útil infinita e precisam ser trocados com certa frequência.

Não é possível dar um tempo correto de fazer a troca dos mesmos por dois motivos:

1º Os consumíveis plasmas são conjuntos de peças que variam entre tocha plasma, bico, eletrodo plasma, entre outros acessórios — para cada peça, a vida útil de utilização pode ser diferenciada.

2º Para cada tipo de segmento, tempo de utilização e finalidade, os desgastes dos consumíveis são diferenciados.

Com embasamento nessas observações podemos concluir que não há um tempo certo para realizar a substituição, mas temos como observar seu funcionamento e através disso concluir a necessidade de troca.

Um conjunto de consumíveis pode funcionar por mais horas dependendo do tipo de corte plasma que é realizado: Manual ou automatizada. Mas de qualquer forma o ideal é atentar-se ao sistema inteiro.

O que eu posso fazer para conservá-los por mais tempo?

São diversas ações que podem comprometer a vida útil das tochas e consumíveis para corte plasma, algumas são possíveis evitar, já outras, fazem parte do próprio processo do cortador de plasma.

Separamos 3 dicas para você observar e saber quando trocar os consumíveis:

  • Verifique o nível do líquido de resfriamento — Se não houver a quantidade correta de fluido de resfriamento para controlar o calor ao eletrodo plasma, o equipamento superaquece e falha.
  • Consumíveis errados — É preciso prestar bastante atenção quando for escolher o consumível, afinal, existem diferenças de acordo com cada equipamento utilizado. Caso coloque um bico plasma errado no equipamento, pode resultar em funcionar apenas para 1 perfuração e já apresentar danos.
  • Método de corte incorreto — A altura da perfuração, ajuste incorreto da corrente e parâmetros de cortes errados, são apenas alguns dos fatores que podem influenciar na vida útil e na qualidade do corte plasma.

Agradecemos seu interesse!

Precisamos de alguns dados