Conheça as diferenças entre os tipos de corte a plasma em chapas de metais

Conheça as diferenças entre os tipos de corte a plasma em chapas de metais

O processo de corte de chapas e metais pode ser feito de várias maneiras, uma delas, conhecemos muito bem, o corte a plasma. Entretanto, existem outros métodos, como o oxicorte e o jato d’água e é preciso conhecê-los antes de pensar em investir em uma máquina de corte a plasma ou qualquer outra.

Por que é preciso entender os processos de corte?

A principal referência antes de definir o tipo de corte a executar, seja ele em uma cortadora de plasma ou em um sistema de oxicorte, é verificar o limite de tolerância do projeto/material demandado, espessura a ser cortada, e se essas características apresentarão compatibilidade com o equipamento que realizará o serviço.

Por isso, é importante entender um pouco mais de como funciona cada etapa do processo e dos métodos do corte de chapas de metais.

Corte por jato d’água

Como o próprio nome já diz, o corte por jato d’água utiliza a pressão da água para cortar ou perfurar chapas de aço com até 300 mm de espessura.

Entretanto, esta técnica não se prende somente a corte de metais, mas também em outros materiais não metálicos, com algumas exceções. O equipamento gera pressão na água, convertendo-a em velocidade supersônica, que pode superar quatro vezes a velocidade do som.

Corte a plasma

O plasma é quando o nível de energia fica tão elevado que produz a dissociação das moléculas de um gás, que se ionizam e se tornam condutores de corrente elétrica, capazes de cortar seções de metais.

O corte plasma corta espessuras com bitolas de até duas polegadas (50,8 mm). Entretanto, é uma das técnicas que mais sofre atualizações tecnológicas, possibilitando a perfuração por corte a plasma em metais com 75 mm de espessura e corte em metais com 160 mm.

No metal, o corte com plasma apresenta um custo-benefício mais vantajoso em perfis e chapas de aço com espessura entre 10 mm e 25 mm.

Oxicorte

O oxicorte, diferente das técnicas de um cortador de plasma, utiliza o oxigênio puro para realizar suas funções. Em seu processo. ocorre a formação de óxidos líquidos do metal, transformando-o em altamente exotérmica e gerando calor suficiente para romper o aço em duas partes.

Por mais que essa técnica realize cortes com mais de 50 mm de espessura em metais, têm desvantagens em questão de qualidade de corte e segurança.

Por que escolher o corte a plasma?

A tocha de corte a plasma ela já é escolhida pela maioria dentre tantas opções de corte de metais. Mas, a Megaplasma por ser uma empresa referência quando o assunto é consumíveis plasma, apresentará algumas vantagens em optar por essa técnica:

  1. Melhor qualidade de corte;
  2. Maior produtividade;
  3. Menor custo por peça;
  4. Maior lucratividade;
  5. Facilidade e segurança no manuseio.

Agradecemos seu interesse!

Precisamos de alguns dados