A importância do ar comprimido limpo e seco para o corte por plasma

A importância do ar comprimido limpo e seco para o corte por plasma

O corte por plasma é um sistema de corte de metais que consiste em agilidade, economia e cortes precisos, mas o que muitos não sabem é que para que possa oferecer suas vantagens, o ar comprimido é um grande aliado.

Continue acompanhando o blog da Megaplasma e entenda o por quê!

Entenda o funcionamento do corte por plasma

A tocha plasma funciona através do eletrodo, o bico plasma e uma proteção, ou seja, consumíveis plasma. Para entender como funciona é só entender que o eletrodo é o lado negativo do arco de plasma; o material que está sendo cortado é o lado positivo.

Quando há o início da operação é formado o arco piloto que é o arco que se forma entre o eletrodo e o bico. Esse arco sai pelo orifício da tocha com o auxílio da pressão do ar comprimido.

Vale ressaltar que o bico é feito de cobre para que a transferência de calor seja eficiente. Utilizando tecnologias avançadas de usinagem, que direcionam o fluxo de ar interno com as suas moléculas mais frias para a superfície do furo do bico, automaticamente o bico isola-se da alta temperatura da cortadora de plasma, que pode alcançar 14.000 °C.

A tocha de plasma permite usar uma mistura de gás comum, segura e não inflamável combinada com uma fonte de energia elétrica DC (corrente contínua) para produzir um arco de alta temperatura que derreterá praticamente qualquer metal em seu caminho.

Entenda o funcionamento do corte a plasma

Já vimos em outras postagens que a vida útil dos consumíveis plasma variam muito, isso porque, o jeito de utilização e para qual finalidade podem alterar a vida útil de cada peça. A pressão de entrada de ar, pureza do ar e corrente de corte são algumas delas.

Um sistema de ar comprimido típico envolve um compressor motorizado e um tanque de armazenamento de ar. Também existe um sistema de fornecimento de ar que consiste em um tubo ou mangueira projetado para fornecer ar comprimido com a taxa de fluxo e pressão corretas para a máquina de corte a plasma.

Dados típicos de pressão de compressores são de 90 a 135 psi. Ao aumentar a pressão do ar, um volume muito maior pode ser armazenado no tanque, o que torna o sistema mais eficiente.

Quando o ar atinge a tocha de corte por plasma, há uma queda de pressão onde o ar atinge novamente a pressão atmosférica, um rápido resfriamento e a condensação da umidade, resultando em um nível relativamente alto de água presente dentro da tocha.

Em um dia quente e úmido com um sistema de ar comprimido sem filtros e secadores, não é incomum ver uma névoa de água espirrando de uma tocha de corte plasma durante o modo de teste.

Fique esperto! Quando isso ocorre, é certo que terá prejuízo e queda na qualidade do corte e consequentemente vida útil dos consumíveis.

Agradecemos seu interesse!

Precisamos de alguns dados